ACERVO DE PALEONTOLOGIA


A origem da coleção de paleontologia do Museu de Ciências da Terra remonta à criação, em 1907, do Serviço Geológico e Mineralógico do Brasil. Referência em paleontologia, esse acervo é constituído por exemplares coletados em diversas expedições geológico-paleontológicas feitas pelo país e conta com fósseis de todas as regiões brasileiras. Atualmente, é reconhecida como uma das mais antigas e completas coleções paleontológicas do Brasil.

O acervo de paleontologia constitui-se de cinco principais subcoleções: Paleobotânica, Invertebrados, Peixes, Répteis e Mamíferos. O Setor de Paleontologia é o responsável pela manutenção e divulgação desse acervo e tem fornecido material para monografias, dissertações e teses acadêmicas, além do atendimento a pesquisadores de várias partes do Brasil e do mundo.

Resumo da coleção (material catalogado):

  • 1.932 plantas
  • 6.964 invertebrados
  • 1.868 répteis
  • 1.463 peixes
  • 4.387 mamíferos


1 / 6
2 / 6
3 / 6
4 / 6
5 / 6
6 / 6

Dente de mastodonte, mamífero do Pleistoceno semelhante a um elefante
Pecopteres samambaia do permiano
Diplomystus, peixe ósseo
Carodnia Vieirai - mamífero do Palioceno só encontrado na América do Sul
<em>Triarthrus becki</em>, um trilobita dos mares paleozóicos do Estados Unidos.
Vértebras de Mosassauro, lagarto marinho do Cretáceo do Nodeste do Brasil



O Museu de Ciências da Terra informa que a agenda de 2019 para novas solicitações está encerrada. Caso queira entrar na lista de espera devido a alguma desistência ou imprevisto, entre em contato conosco através do nosso e-mail: educamcter@cprm.gov.br.




TOPO | VOLTAR | HOME

Como Chegar